EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Variante Delta: Alemães procuram voos para sair de Portugal

Turista no aeroporto de Faro, Portugal
Turista no aeroporto de Faro, Portugal Direitos de autor Ana Brigida/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved
Direitos de autor Ana Brigida/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved
De  euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Governo alemão colocou Portugal na lista vermelha e, a partir de terça-feira, cidadãos ou residentes alemães provenientes de Portugal ficam obrigados a quarentena de duas semanas

PUBLICIDADE

Centenas de turistas alemães em Potugal têm procurado voos para voltar para casa antes que comecem as restrições de quarentena decretadas pelo governo de Angela Merkel.

A Alemanha colocou Portugal na lista vermelha devido ao aumento do número de casos da nova variante Delta e, a partir desta terça feira, todos os cidadãos ou residentes alemães oriundos de Portugal ficam obrigados a uma quarentena de duas semanas, tenham ou não teste covid-19 negativo.

"É um pouco triste, porque queríamos ficar mais tempo em Portugal, é uma experiência triste", conta um turista alemão, no aeroporto de Faro. 

Mas não foi só Portugal que foi colocado na lista de risco alemã. A Rússia também. O país está a lutar com um aumento nas infeções ligadas à variante Delta.

No domingo, a cidade de Moscovo registou 114 mortes de pessoas infetadas com covid-19, o número mais elevado desde o início da pandemia. 

Na Dinamarca, foi detetado o primeiro caso da variante Delta plus, num passageiro proveniente de Portugal. Os cientistas acreditam que esta mutação do vírus não seja resistente à vacinação completa. No entanto, todos as pessoas do voo estão de quarentena.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Diretora-geral da Saúde admite alívio das restrições em setembro

Portugal na linha da frente da variante Delta

Variante Delta da Covid-19 alastra-se pela UE