Última hora
This content is not available in your region

Chipre pede ajuda à União Europeia e a Israel para combater incêndio

De  euronews com Lusa, Reuters, AP
euronews_icons_loading
Chipre pede ajuda à União Europeia e a Israel para combater incêndio
Direitos de autor  Atef Szafadi/MTI/MTVA
Tamanho do texto Aa Aa

Um grande incêndio, alimentado pelo vento e calor, que eclodiu no sul de Chipre, levou as autoridades a pedir ajuda a Israel e à União Europeia para ajudarem no combate às chamas.

Após várias horas, os bombeiros ainda não conseguiram dominar o incêndio que continua a lavrar ao final da tarde no distrito de Arakapas, situado a norte da cidade portuária de Limassol, que obrigou à evacuação de uma dezena de povoações.

Até ao momento não existem vítimas mortais a sinalizar, mas várias casas já foram destruídas.

O presidente cipriota Nikos Anastastiades já agradeceu à Grécia o envio de dois aviões Canadair, no quadro do mecanismo europeu para estas situações, e a Israel, pelo mesmo número de aeronaves.

Segundo responsáveis cipriotas, dois outros aviões bombardeiros para combate a incêndios irão ser disponibilizados pela Itália, no mesmo quadro de ajuda europeia.

O ministro dos negócios estrangeiro, Nikos Christodoulides, indicou à agência noticiosa do Chipre CNA que as autoridades pediram assistência a Israel, cuja costa fica a cerca de 200 quilómetros desta ilha.

Por sua vez, em Israel, o gabinete do primeiro-ministro Naftali Bennett que irá enviar dois Canadair e substâncias retardantes de chamas já este domingo.

O ministro da agricultura Costas Kadis informou também ter solicitado ajuda à União Europeia.

Várias localidades de Larnaca, distrito localizado a 50 quilómetros, foram já evacuadas por precaução.

Mais de 20 veículos de bombeiros, seis helicópteros e cinco aviões estão mobilizados no combate às chamas, assim que elementos das tropas britânicas que se encontram estacionados nas bases militares do Reino Unido no Chipre.

O Chipre está a fazer face a uma onda de calor que assola o país desde o início da semana, com temperaturas a ultrapassarem, por várias ocasiões, os 45 graus celsius.