EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Chipre pede ajuda à União Europeia e a Israel para combater incêndio

Chipre pede ajuda à União Europeia e a Israel para combater incêndio
Direitos de autor Atef Szafadi/MTI/MTVA
Direitos de autor Atef Szafadi/MTI/MTVA
De  euronews com Lusa, Reuters, AP
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Estão onze meios aéreos no terreno a tentar dominar as chamas que ficaram fora do controlo e já levaram à evacuação de oito vilas

PUBLICIDADE

Um grande incêndio, alimentado pelo vento e calor, que eclodiu no sul de Chipre, levou as autoridades a pedir ajuda a Israel e à União Europeia para ajudarem no combate às chamas.

Após várias horas, os bombeiros ainda não conseguiram dominar o incêndio que continua a lavrar ao final da tarde no distrito de Arakapas, situado a norte da cidade portuária de Limassol, que obrigou à evacuação de uma dezena de povoações.

Até ao momento não existem vítimas mortais a sinalizar, mas várias casas já foram destruídas.

O presidente cipriota Nikos Anastastiades já agradeceu à Grécia o envio de dois aviões Canadair, no quadro do mecanismo europeu para estas situações, e a Israel, pelo mesmo número de aeronaves.

Segundo responsáveis cipriotas, dois outros aviões bombardeiros para combate a incêndios irão ser disponibilizados pela Itália, no mesmo quadro de ajuda europeia.

O ministro dos negócios estrangeiro, Nikos Christodoulides, indicou à agência noticiosa do Chipre CNA que as autoridades pediram assistência a Israel, cuja costa fica a cerca de 200 quilómetros desta ilha.

Por sua vez, em Israel, o gabinete do primeiro-ministro Naftali Bennett que irá enviar dois Canadair e substâncias retardantes de chamas já este domingo.

O ministro da agricultura Costas Kadis informou também ter solicitado ajuda à União Europeia.

Várias localidades de Larnaca, distrito localizado a 50 quilómetros, foram já evacuadas por precaução.

Mais de 20 veículos de bombeiros, seis helicópteros e cinco aviões estão mobilizados no combate às chamas, assim que elementos das tropas britânicas que se encontram estacionados nas bases militares do Reino Unido no Chipre.

O Chipre está a fazer face a uma onda de calor que assola o país desde o início da semana, com temperaturas a ultrapassarem, por várias ocasiões, os 45 graus celsius.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Continuam ativos incêndios em Chipre

Incêndio no sul de Londres interrompe trânsito ferroviário

Presidente do Chipre quer que corredor naval humanitário de Gaza "seja um modelo"