Última hora
This content is not available in your region

Declarado estado de sítio no Haiti após assassínio do presidente

De  euronews
euronews_icons_loading
Declarado estado de sítio no Haiti após assassínio do presidente
Direitos de autor  Joseph Odelyn/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved
Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro-ministro interino do Haiti declarou o "estado de sítio", horas depois do assassínio do presidente Jovenel Moïse. Claude Joseph concedeu também poderes alargados ao executivo.

O presidente do país foi assassinado quarta-feira de manhã por homens armados aparentemente estrangeiros que atacaram a sua residência.

O primeiro-ministro interino do Haiti, Claude Joseph, anunciou as decisões numa comunicação ao país: "Acabo de presidir a uma reunião extraordinária do Conselho de Ministros e decidimos declarar o estado de sítio em todo o país".

As reações internacionais não se fizeram esperar. O Conselho de Segurança da ONU mostrou-se "profundamente chocado". O presidente dos Estados Unidos reagiu asssim: "Precisamos de muito mais informações, mas é muito preocupante sobre o estado do Haiti".

O Alto Representante da União Europeia para a Política Externa mostrou-se chocado e considera que este crime traz um risco de instabilidade e uma espiral de violência.

Segundo vários embaixadores, haverá uma reunião de urgência do Conselho de Segurança das Nações Unidas na quinta-feira.