Última hora
This content is not available in your region

CPLP não desperta emoções nas ruas de Luanda

De  João Peseiro Monteiro
euronews_icons_loading
Transeuntes numa rua de Luanda
Transeuntes numa rua de Luanda   -   Direitos de autor  Euronews
Tamanho do texto Aa Aa

Aproximar os povos de língua portuguesa é um dos objetivos da CPLP.

Antes da conferência de Chefes de Estado e de Governo, que decorre no 17 de julho, são muitas as reuniões de preparação. Os últimos dias foram ocupados com os trabalhos do Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional (CONSAN) e o Comité de Concertação Permanente (CPP). Um trabalho que permanece desconhecido para a maioria das pessoas.

Nas ruas de Luanda poucos podem explicar o que é a CPLP e o que faz:

“Não tenho o mínimo conhecimento do que está a acontecer mas sei que a CPLP é uma organização de países de língua nacional, língua portuguesa. Ainda não me atualizei, ainda não recebi a atualização sobre o que vai acontecer sobre a organização da CPLP em Luanda" - admite Leandro Pegado ao microfone da Euronews.

Maria Vitória Bernardo fica também pelo essencial: “Sei o que é a CPLP, sim, sei... Como é que posso dizer, é a comunidade dos países de língua oficial portuguesa, não é? Sei que está a acontecer uma cimeira cá em Luanda.”

“CPLP significa Comunidade de Países de Língua Oficial Portuguesa: Angola, Portugal, Timor-Leste, Moçambique, Brasil... outros países seguramente. São estes que tenho em mente. A CPLP acho que vem por causa de organizações, esses tais países que acabei de citar, no ramo de economia, cultura e justiça” - afirma Raul Raimundo Romeu.

Há ainda muito trabalho pela frente para transformar a CPLP numa verdadeira comunidade de povos.