EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

CPLP não desperta emoções nas ruas de Luanda

Transeuntes numa rua de Luanda
Transeuntes numa rua de Luanda Direitos de autor Euronews
Direitos de autor Euronews
De  João Peseiro Monteiro
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A almejada comunidade de povos de língua portuguesa tem um longo caminho pela frente para um dia se concretizar. A ação da CPLP é geralmente desconhecida do grande público apesar dos projetos realizados em 25 anos de existência.

PUBLICIDADE

Aproximar os povos de língua portuguesa é um dos objetivos da CPLP.

Antes da conferência de Chefes de Estado e de Governo, que decorre no 17 de julho, são muitas as reuniões de preparação. Os últimos dias foram ocupados com os trabalhos do Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional (CONSAN) e o Comité de Concertação Permanente (CPP). Um trabalho que permanece desconhecido para a maioria das pessoas.

Nas ruas de Luanda poucos podem explicar o que é a CPLP e o que faz:

“Não tenho o mínimo conhecimento do que está a acontecer mas sei que a CPLP é uma organização de países de língua nacional, língua portuguesa. Ainda não me atualizei, ainda não recebi a atualização sobre o que vai acontecer sobre a organização da CPLP em Luanda" - admite Leandro Pegado ao microfone da Euronews.

Maria Vitória Bernardo fica também pelo essencial: “Sei o que é a CPLP, sim, sei... Como é que posso dizer, é a comunidade dos países de língua oficial portuguesa, não é? Sei que está a acontecer uma cimeira cá em Luanda.”

“CPLP significa Comunidade de Países de Língua Oficial Portuguesa: Angola, Portugal, Timor-Leste, Moçambique, Brasil... outros países seguramente. São estes que tenho em mente. A CPLP acho que vem por causa de organizações, esses tais países que acabei de citar, no ramo de economia, cultura e justiça” - afirma Raul Raimundo Romeu.

Há ainda muito trabalho pela frente para transformar a CPLP numa verdadeira comunidade de povos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Embaló reúne-se com Putin e apela à paz

Guiné Equatorial anuncia fim da pena de morte no país

Aprovado estatuto de mobilidade da CPLP