Última hora
This content is not available in your region

Tigresa Amur resgatada e libertada no Dia Mundial do Tigre

Access to the comments Comentários
De  Francisco Marques
euronews_icons_loading
Tigresa Amur resgatada e libertada no Dia Mundial do Tigre
Direitos de autor  euronews
Tamanho do texto Aa Aa

Um tigre fêmea da subespécie Amur teve esta quinta-feira o seu dia da liberdade, na Rússia.

A fêmea com cerca de nove anos foi capturada em abril após atacar alguns animais domésticos e cães perto de uma pequena localidade na região russa de Primorsky Krai.

"O tigre estava numa situação de stresse. Parece que devido a ação humana, tinha perdido duas crias", explicou Sergey Aramilev, diretor-geral do Centro para Tigres Amur, uma subespécie dos famosos felinos listados que, em 2018, tinha registos na WWF de apenas 550 animais em liberdade.

A tigresa passou três meses a ser reeducada, a reaprender a caçar grandes e pequenos animais selvagens e após confirmar o sucesso da aprendizagem e que evitava o contacto com humanos foi sedada, na semana, para realizar alguns exames de saúde, foi equipada com uma coleira de GPS e libertada.

A derradeira viagem da tigresa em cativeiro durou várias horas, foi realizada numa caixa metálica especial com ar condicionado e abastecimento de água fresca devido às altas temperaturas que se fazem sentir por esta altura no verão russo.

A porta abriu-se já na região Amur, distante de zonas habitadas por humanos, e a tigresa pôde finalmente correr livre pelo mato, numa operação realizada em pleno Dia Mundial do Tigre, que se celebrou esta quinta-feira, 29 de agosto.

Este foi o quarto tigre Amur resgatado pelo centro da região de Primorsky Krai e libertado na de Amur nos últimos três anos.