EventsEventos
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Aldeia sérvia é refúgio de migrantes

Aldeia sérvia é refúgio de migrantes
Direitos de autor AP Photo
Direitos de autor AP Photo
De  Nara Madeira com AP
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A aldeia sérvia de Majdan serve de albergue para cerca de duzentos migrantes que esperam conseguir cruzar uma fronteira fortemente vigiada.

PUBLICIDADE

Uma pequena aldeia na Sérvia, Majdan, vigiada pelas câmaras que protegem a fronteira, está longe do seu esplendor mas ela serve um propósito diferente do de tantas outras neste país dos Balcãs. Aqui residem migrantes que lutam para atravessar fronteiras fortemente vigiadas e chegar ao que acreditam ser o "el dorado". 

São muitas as tentativas frustradas para avançar em direção à Europa Ocidental mas esperam um dia conseguir. Aadam Ahmed, um migrante da Somália, diz que a polícia da Roménia o apanhou e o mandou de volta para a Sérvia. Por agora, encontrou um porto seguro onde descansa, lava a sua roupa e cozinha as suas refeições. Mas noutra altura voltará a tentar partir.

Outro somali, Abdifitah Ahmed, explica que no seu país tem medo e a vida não é boa, ao contrário do que se passa na Europa, acredita. Já tentou cruzar a fronteira catorze vezes, como se de um jogo se tratasse. Um dia espera tque a sorte esteja do seu lado e consiga atravessá-la.

Estes são apenas dois dos cerca de duzentos migrantes que aqui vivem, temporariamente, ainda que o tempo possa estender-se para lá do desejado. Fugiram do Médio Oriente, África ou Ásia para começar uma nova vida. Majdan acolhe cerca de 200 migrantes, pouco menos do que a população residente nesta aldeia.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Mokra Gora, um dos lugares mais bonitos do mundo

Nova chegada de migrantes a Mellila

Ocean Viking procura urgentemente porto seguro para 572 migrantes