Última hora
This content is not available in your region

Aldeia sérvia é refúgio de migrantes

Access to the comments Comentários
De  Nara Madeira com AP
euronews_icons_loading
Aldeia sérvia é refúgio de migrantes
Direitos de autor  AP Photo
Tamanho do texto Aa Aa

Uma pequena aldeia na Sérvia, Majdan, vigiada pelas câmaras que protegem a fronteira, está longe do seu esplendor mas ela serve um propósito diferente do de tantas outras neste país dos Balcãs. Aqui residem migrantes que lutam para atravessar fronteiras fortemente vigiadas e chegar ao que acreditam ser o "el dorado".

São muitas as tentativas frustradas para avançar em direção à Europa Ocidental mas esperam um dia conseguir. Aadam Ahmed, um migrante da Somália, diz que a polícia da Roménia o apanhou e o mandou de volta para a Sérvia. Por agora, encontrou um porto seguro onde descansa, lava a sua roupa e cozinha as suas refeições. Mas noutra altura voltará a tentar partir.

Outro somali, Abdifitah Ahmed, explica que no seu país tem medo e a vida não é boa, ao contrário do que se passa na Europa, acredita. Já tentou cruzar a fronteira catorze vezes, como se de um jogo se tratasse. Um dia espera tque a sorte esteja do seu lado e consiga atravessá-la.

Estes são apenas dois dos cerca de duzentos migrantes que aqui vivem, temporariamente, ainda que o tempo possa estender-se para lá do desejado. Fugiram do Médio Oriente, África ou Ásia para começar uma nova vida. Majdan acolhe cerca de 200 migrantes, pouco menos do que a população residente nesta aldeia.