Governos endurecem medidas contra a Covid

Governos endurecem medidas contra a Covid
Direitos de autor AFP
De  Ricardo Figueira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Na Austrália, grande parte do país está sob confinamento, China e Israel aceleram a vacinação, com o objetivo de cobrir toda a população.

Austrália

PUBLICIDADE

Ruas vazias, lojas e restaurantes fechados: Assim é o panorama nas duas maiores cidades da Austrália, Sydney e Melbourne, tal como na capital Camberra, onde o confinamento foi decretado após a deteção de um único caso de Covid-19. Depois de vários meses em que o país pôde orgulhar-se de ter níveis de Covid-19 próximos do zero, há um ressurgimento nos números, causado sobretudo pelo aparecimento da variante Delta.

O governo australiano apertou as medidas de confinamento já em vigor em Sydney e Melbourne, o que afeta 10 milhões de pessoas. As medidas foram agora alargadas a todo o estado de Nova Gales do Sul.

China

Foram já distribuídos 60 milhões de doses da vacina anticovid aos jovens com entre 12 e 17 anos. Segundo a contagem feita pela agência Reuters, o país administrou já mais de 1,8 mil milhões de doses, o suficiente para vacinar 65% da população.

Israel

Naquele que é um dos países mais avançados em termos de vacinação, o primeiro-ministro Naftali Bennett apelou a que se trabalhe 24 horas por dia, 7 dias por semana, incluindo ao sábado, dia sagrado dos judeus, para inocular toda a população. Os maiores de 50 anos vão ter uma dose de reforço, para além das duas que são habitualmente administradas.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Ataque de Israel no centro de Gaza

Dezenas de palestinianos detidos e transportados em roupa interior pelo exército israelita

OMS denuncia mais de 200 ataques contra unidades de saúde na Faixa de Gaza