Última hora
This content is not available in your region

Biden defende retirada do Afeganistão

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
Biden defende retirada do Afeganistão
Direitos de autor  Evan Vucci/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved
Tamanho do texto Aa Aa

O presidente norte-americano, Joe Biden, quebrou o silêncio e defendeu a retirada das forças militares do Afeganistão.

As cenas de caos e desespero ocorridas no aeroporto de Cabul na segunda-feira levaram a críticas tanto a nível interno como internacional.

Num discurso à nação, Joe Biden defendeu a decisão de sair do país.

"Defendo completamente a minha decisão. Após 20 anos aprendi que nunca seria uma boa altura para retirar as forças norte-americanas. É por isso que ainda lá estamos. A verdade é que isto desenrolou-se mais rapidamente do que pensávamos. Então o que aconteceu? Os líderes políticos do Afeganistão desistiram e abandonaram o país. Os militares afegãos baixaram as armas, em alguns casos mesmo sem luta. Forças norte-americanas não podem e não devem envolver-se e morrer numa guerra na qual as próprias forças afegãs não estão dispostas a lutar", disse o Presidente norte-americano.

Mas para os afegãos residentes nos Estados Unidos a atribuição de responsabilidades não é clara.

Aisha Wahab, autarca na localidade de Hayward, afirma que "é uma desilusão. A população afegã na diáspora disse aos líderes mundiais várias vezes que este desfecho era inevitável".

Outros dizem que apenas lhes resta rezarem pela segurança das suas famílias no Afeganistão.