Biden defende retirada do Afeganistão

Biden defende retirada do Afeganistão
Direitos de autor Evan Vucci/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O presidente norte-americano quebrou o silêncio e defendeu a decisão de retirar as forças norte-americanas do Afeganistão

PUBLICIDADE

O presidente norte-americano, Joe Biden, quebrou o silêncio e defendeu a retirada das forças militares do Afeganistão.

As cenas de caos e desespero ocorridas no aeroporto de Cabul na segunda-feira levaram a críticas tanto a nível interno como internacional.

Num discurso à nação, Joe Biden defendeu a decisão de sair do país.

"Defendo completamente a minha decisão. Após 20 anos aprendi que nunca seria uma boa altura para retirar as forças norte-americanas. É por isso que ainda lá estamos. A verdade é que isto desenrolou-se mais rapidamente do que pensávamos. Então o que aconteceu? Os líderes políticos do Afeganistão desistiram e abandonaram o país. Os militares afegãos baixaram as armas, em alguns casos mesmo sem luta. Forças norte-americanas não podem e não devem envolver-se e morrer numa guerra na qual as próprias forças afegãs não estão dispostas a lutar", disse o Presidente norte-americano.

Mas para os afegãos residentes nos Estados Unidos a atribuição de responsabilidades não é clara.

Aisha Wahab, autarca na localidade de Hayward, afirma que "é uma desilusão. A população afegã na diáspora disse aos líderes mundiais várias vezes que este desfecho era inevitável".

Outros dizem que apenas lhes resta rezarem pela segurança das suas famílias no Afeganistão.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Presidente norte-americano promete vingança

Nova "Guerra das Estrelas": Rússia desenvolve sistema de mísseis nucleares antissatélite

Senado dos EUA aprova pacote de ajuda à Ucrânia