Haiti desespera por ajuda humanitária

Hospital destruído por terramoto no Haiti
Hospital destruído por terramoto no Haiti Direitos de autor Fernando Llano/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved.
De  Euronews com AP
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Falta um pouco de tudo: comida, equipamentos médicos, abrigo para os milhares de desalojados. Com o país ainda em escombros, a ajuda humanitária tem dificuldade em chegar às áreas mais remotas.

PUBLICIDADE

Milhares de desalojados e buscas que não cessam entre os escombros marcam atualmente a paisagem do sudoeste do Haiti, depois do terramoto de 7,2 na escala de Richter, que, este sábado abalou o país.Pelas contas da Proteção Civil, além dos quase 2189 mortos, o país conta já com 12 mil feridos e 332 desaparecidos.

Prestar ajuda humanitária em segurança às centenas de milhares de pessoas afetadas, algumas em áreas remotas, é um dos grandes desafios.

Em Les Cayes, onde tudo falta por estes dias, a demora na chegada de ajuda, que parece sempre escassa, deixa entre a população uma sensação de abandono.

A falta de meios sente-se sobretudo nos hospitais das áreas mais atingidas. As associações humanitárias no terreno destacam a urgência de equipamento médico.

Uma organização estrangeira há quase três décadas no país contou, no entanto, à agência de notícias Associated Press que o governo recusou a assistência de centenas de médicos voluntários.

A falta de alimentos é outra preocupação, depois de o terramoto de sábado ter destruído fontes de comida e rendimento para grande parte da população.

Relatos dão também conta de pessoas aglomeradas perto de edifícios em ruínas. Sem sítio onde dormir, exigem acesso a materiais para fazer abrigos.

O cenário é já de grande devastação, mas só quando todos os acessos às zonas remotas forem limpos é que será possível ter uma noção da total extensão da catástrofe.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Sismo no Haiti atinge magnitude de 7,2 na escala de Richter

Centenas de reclusos fogem da principal prisão de Port-au-Prince

Centenas de reclusos escapam da prisão de Port-au-Prince no Haiti