Última hora
This content is not available in your region

Protestos na Austrália contra medidas restritivas

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
Protestos na Austrália contra medidas restritivas
Direitos de autor  AFP
Tamanho do texto Aa Aa

Centenas de pessoas manifestaram-se, este sábado, em Melbourne e Sidney, na Austrália, contra as medidas restritivas impostas para combater a propagação da variante Delta da Covid-19.

Os protestos degeneraram em confrontos, com a polícia a ser obrigada a usar gás pimenta para dispersar as multidões. Várias pessoas foram detidas.

O anúncio do prolongamento do confinamento naquelas cidades, até 27 de setembro, com recolher obrigatório e o uso de máscaras nas ruas, foi feito na sexta-feira pelo Executivo de Scott Morrison.

No Brasil, as autoridades do Rio de Janeiro anunciaram que mais de 90% da população adulta recebeu já, pelo menos, uma dose da vacina contra a Covid-19.

No entanto, devido ao aumento de novos casos, atribuídos à variante Delta, a prefeitura prorrogou até 30 de agosto as medidas restritivas na cidade.

Na China, os cientistas acreditam que o país alcançará a imunidade de grupo no final de 2021, com mais de 80% da população inoculada.

Estudam agora a administração de uma terceira dose que, de acordo com os estudos, aumenta bastante os níveis de anticorpos.

Em Cuba, a autoridade reguladora de medicamentos do país (Cecmed) anunciou ter autorizado o uso emergencial das vacinas Soberana 2 e Soberana Plus, contra o novo coronavírus, desenvolvidas por cientistas cubanos.