EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Cidadãos e residentes na Austrália poderão voltar a sair do país

Cidadãos e residentes na Austrália poderão voltar a sair do país
Direitos de autor Mark Baker/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved
Direitos de autor Mark Baker/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved
De  Nara Madeira com AFP, AP
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Austrália planeia começar a reabrir as fronteiras em novembro, cidadãos e residentes vacinados poderão sair do país quando a vacinação estiver nos 80%

PUBLICIDADE

A Austrália planeia começar a reabrir as suas fronteiras no próximo mês, 18 meses depois de os australianos terem sido proibidos de sair do país sem autorização. 

Cidadãos e residentes vacinados poderão viajar para o estrangeiro quando atingido o objetivo de 80% de vacinação. O primeiro-ministro, Scott Morrison, explicava que _"u__ma vez feitas as alterações, em novembro, as atuais restrições de viagens ao estrangeiro, relacionadas com a COVID 19, serão retiradas e"_e começarão a trabalhar para que possam realizar-se "viagens sem quarentena para certos países, como a Nova Zelândia, quando for seguro fazê-lo".

Não há informação sobre quando os turistas internacionais poderão voltar a visitar o país, já os australianos e residentes vacinados terão de fazer um isolamento de sete dias em casa à chegada ao país, ao contrário do atual de 14 dias, em hotéis, às expensas dos próprios.

A Austrália introduziu, a 20 de março de 2020, uma das políticas mais restritivas do mundo para evitar a propagação do novo coronavírus. Nos últimos 560 dias os voos e viagens internacionais foram reduzidos ao mínimo. De acordo com dados do Ministério do Interior mais de 100.000 pedidos de entrada ou saída foram negados só nos primeiros cinco meses deste ano.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Austrália quebra recorde diário de infeções

Protestos na Austrália contra medidas restritivas

Nova Zelândia mantém fecho de fronteiras até ao final do ano