Última hora
This content is not available in your region

UE, NATO e Talibãs condenam ataques no aeroporto de Cabul

Access to the comments Comentários
De  Bruno Sousa
euronews_icons_loading
Ataque no aeroporto de Cabul
Ataque no aeroporto de Cabul   -   Direitos de autor  AP/Asvaka News Agency
Tamanho do texto Aa Aa

O ataque desta quinta-feira no aeroporto de Cabul veio complicar ainda mais a situação no Afeganistão e foi condenado de forma unânime pela comunidade internacional. A Presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, classificou-o de "cobarde e desumano" e mostrou-se preocupada com o "ressurgimento do terrorismo no Afeganistão".

Já o secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, destacou que a prioridade da Aliança passava por completar rapidamente o processo de evacuação.

Apesar de reconhecer que ainda não conhecia todos os detalhes, a chanceler alemã, Angela Merkel, sublinhou que "o ataque foi particularmente horrível uma vez que teve como alvo pessoas que estavam à espera para sair do país e que só queriam segurança e liberdade", acrescentando que os seus pensamentos estavam com as vítimas e as suas famílias.

Os ataques provocaram um sério revés no processo de evacuação em curso no Afeganistão, mas Boris Johnson garante que não irão baixar os braços:

"Sempre soubemos que este era um momento em que estávamos particularmente vulneráveis ao terrorismo. Condenamos estes ataques, consideramos que são desprezíveis, mas são algo para o qual tivemos de nos preparar. Não vão interromper o nosso progresso e vamos continuar o processo de evacuação."

Os talibãs também não tardaram a reagir, divulgando um comunicado onde condenam os ataques contra civis no aeroporto de Cabul e lembrando que "a explosão ocorreu numa área onde a responsabilidade pela segurança cabe às forças dos EUA". Sublinharam a intenção de proteger a população e garantiram que irão lidar severamente com os criminosos.