Última hora
This content is not available in your region

Rendições de militantes do Boko Haram na Nigéria

Access to the comments Comentários
De  euronews com AFP
euronews_icons_loading
Rendições de militantes do Boko Haram na Nigéria
Direitos de autor  Jossy Ola/AP
Tamanho do texto Aa Aa

A rendição de dezenas de militantes do grupo jihadista Boko Haram, que se entregaram às autoridades em Maiduguri, no norte da Nigéria desencadeou um intenso debate no país sobre a estratégia das autoridades no combate aos radicais islâmicos.

O exército nigeriano diz que as deserções em massa destes islamistas são o resultado de uma campanha intensificada contra o Boko Haram.

Nas ruas, grande parte dos nigerianos acredita que este pode ser o caminho para a paz, pondo fim a um conflito que dura há 12 anos, fez 40.000 mortos e dois milhões de desalojados.

Um nigeriano afirma que estas rendições são "um sinal de melhoria para a nação". Portanto, se eles se renderem, penso que é bom recebê-los como cidadãos de volta à nação".

"Tal como alguns deles veem agora a verdade, rezamos para que Alá omnipotente mostre a verdade aos restantes combatentes de Boko Haram, para que compreendam que o que estão a fazer não é bom, que possam ter paz de espírito e viver uma vida feliz", diz outro nigeriano.

De acordo com analistas e fontes de segurança, citados pela agência France Press, as rendições estão, provavelmente, mais relacionadas com as recentes perdas de Boko Haram, nas batalhas com jihadistas rivais do grupo Estado Islâmico na África Ocidental.