Última hora
This content is not available in your region

Novo Governo no Afeganistão estará para breve

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
Novo Governo no Afeganistão estará para breve
Direitos de autor  frame
Tamanho do texto Aa Aa

O Afeganistão poderá ter um novo Governo já na sexta-feira, segundo um porta-voz dos talibãs, citado por "media" britânicos.

Um dos principais desafios do novo Executivo será reanimar a economia, destruída nas últimas semanas.

As Nações Unidas advertiram que os alimentos no Afeganistão poderão acabar ainda este mês, agravando ainda mais a crise no país.

Para o presidente da Rússia, a atual situação é resultado da intervenção dos Estados Unidos da América e por isso, Vladimir Putin aponta o dedo à Casa Branca.

"Durante 20 anos... 20 anos! As tropas norte-americanas estiveram neste território (ed, afegão) e durante 20 anos tentaram, pode dizer-se sem ofender ninguém, 'civilizar' as pessoas que lá vivem, enquanto, de facto, tentaram impor as suas normas e padrões de vida. O resultado é apenas tragédias, apenas perdas", sublinha Putin.

Moscovo adotou uma política de diálogo com os talibãs, reconheceu a vitória dos islamistas e apelou ao "diálogo nacional".

Entretanto, a diplomacia da União Europeia está a acelerar os contactos com o Qatar, que está a negociar com os Talibãs estratégias para assegurar a continuação da retirada de pessoas que querem abandonar o país.

O Qatar pediu ao novo regime para permitir a criação de "corredores seguros" para os civis.

Espera-se que os talibãs iniciem, em breve, conversações com o Qatar e com a Turquia sobre o reinício das operações aeroportuárias.