EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Eleições gerais em Marrocos

Eleições gerais em Marrocos
Direitos de autor AFP
Direitos de autor AFP
De  Euronews com AP
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Em jogo está o futuro do Partido Justiça e Desenvolvimento, o partido islâmico há uma década no poder

PUBLICIDADE

Os marroquinos vão esta quarta-feira às urnas para escolher um novo parlamento e novos líderes locais. Os candidatos prometem criar empregos e impulsionar a economia, a educação e os cuidados de saúde do país.

O reino foi duramente atingido pela pandemia, mas tem a maior taxa de vacinação do continente africano.

Os eleitores escolhem candidatos de 31 partidos políticos e coligações que competem pelos 395 lugares da câmara baixa do parlamento. Também escolhem os representantes para 678 lugares nos conselhos regionais.

Apesar de uma queda de popularidade, o Partido Justiça e Desenvolvimento (PJD), um partido islâmico moderado, acredita no terceiro mandato. Mas uma recente reforma eleitoral poderá limitar os seus poderes, e o papel dos legisladores é limitado pelos poderes do Rei Mohamed VI, que supervisiona a tomada de decisões estratégicas.

O resultado da votação é difícil de prever, uma vez que as sondagens de opinião sobre as eleições são proibidas. Tudo indica que a corrida será renhida e que o partido que ganhar mais assentos, provavelmente precisará de juntar uma coligação para formar o governo.

Embora Marrocos tenha uma das economias mais fortes da região e um próspero distrito empresarial em Casablanca, a pobreza e o desemprego estão generalizados, especialmente nas regiões rurais.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Islamitas sofrem derrota estrondosa nas eleições marroquinas

Turismo em Marrocos dá sinais de recuperação

UE reforça cooperação com Marrocos