Última hora
This content is not available in your region

Papa apela à solidariedade na Europa

Access to the comments Comentários
De  Ricardo Figueira
euronews_icons_loading
Papa apela à solidariedade na Europa
Direitos de autor  AFP
Tamanho do texto Aa Aa

Depois da passagem pela Hungria, o Papa Francisco voltou a apelar à solidariedade na Europa, desta vez na Eslováquia, segundo ponto de passagem de Francisco, neste périplo pela Europa Central. O Papa falou sobre a necessidade de união da Europa para que recupere da pandemia, no dia em que se encontrou com a presidente Zuzana Čaputová e discursou perante as autoridades políticas e civis do país. A Eslováquia foi particularmente atingida pela Covid-19 e passou também por uma longa crise política, nos últimos tempos.

"A pandemia é o grande teste dos nossos tempos. Ninguém pode ficar afastado, nem como indivíduos nem como nações. Devemos aceitar o desafio desta crise, que faz com que seja mais urgente que repensemos o nosso estilo de vida", disse Francisco.

Ninguém pode ficar afastado, nem como indivíduos nem como nações.
Papa Francisco

O encontro mais aguardado nesta visita à Eslováquia é com a comunidade judaica, a quem Francisco deve pedir desculpas pelo papel tido pela Igreja Católica na deportação de judeus, nomeadamente quando o país se separou momentaneamente da Checoslováquia e se tornou um país satélite da Alemanha nazi, governado pelo padre católico Jozef Tiso, responsável pelo envio de dezenas de milhares de judeus para os campos de concentração.