Última hora
This content is not available in your region

Um governo de esquerda oito anos depois

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
Um  governo de esquerda oito anos depois
Direitos de autor  Javad Parsa/Javad Parsa / NTB
Tamanho do texto Aa Aa

O Partido Trabalhista venceu as Eleições Legislativas na Noruega. A vitória da oposição atira para segundo plano o partido que estava no governo há 8 anos.

O Partido Conservador de Erna solberg, a atual primeira-ministra do país, foi derrotado, com grande vantagem, pelo Partido Trabalhista de Jonas Gahr Støre.

Com 99% dos votos contados, o partido de centro-esquerda deve eleger 48 assentos parlamentares em 169.

Jonas Gahr Støre, líder do Partido Trabalhista, no discurso de vitória, disse que o país "deixou claro que o povo deseja uma sociedade mais justa".

O Partido Conservador conseguiu pouco mais de 20%. A atual primeira-ministra, Erna Solberg, já admitiu derrota. Conhecida como "Iron Erna", cortou impostos e fez expandir a exploração de petróleo da Noruega. A campanha destas legislativas centrava-se em tornar o país no maior exportador da Europa Ocidental.

Já o Partido Trabalhista fez uma campanha centrada no meio ambiente. Venceu e agora precisa de maioria para governar, ou seja, 88 assentos. Os resultados ainda não estão fechados, mas, até agora, os partidos de esquerda já têm maioria do parlamento com 89 deputados eleitos.

Ver resultados em direto aqui (Contagem do jornal norueguês Dagbladet.

A Suécia deu os parabéns à vitória do Partido Trabalhista nas eleições.

No twitter, o Gabinete do primeiro-ministro sueco escreveu que a Noruega "é um dos países com os quais nós, na Suécia, mais temos em comum e temos muito a ganhar com um estreita cooperação para criar sociedades fortes que assumem a responsabilidade pelo clima."