Gabriel Medina conquista Liga Mundial de surf com um "backflip"

Gabriel Medina "voa" para o título mundial
Gabriel Medina "voa" para o título mundial   -  Direitos de autor  Apu GOMES / AFP
De  Francisco Marques

Numa final 100% brasileira, o novo campeão arriscou na derradeira bateria e, já depois da passagem de um tubarão pelas ondas, acabou a festejar um sonho realizado

Gabriel Medina conquistou pela terceira vez o título de campeão da Liga Mundial de Surf.

Depois dos triunfos de 2014 e 2018, e no final de um ano controverso devido à forma como foi eliminado nos Jogos Olímpicos, Medina voltou agora a festejar numa final 100 por cento brasileira nas ondas de Lower Trestles, na Califórnia, e com uma prestação no mínimo sublime.

Gabriel Medina derrotou na final o compatriota Filipe Toledo e cumpriu o sonho de entrar para o restrito clube de surfistas tricampeões do mundo.

"Estou muito contente. Foi um ano intenso e competitivo. Respeito todos os atletas que participaram nesta final do 'tour'- Foi um ano em que cada um de nós competiu física e mentalmente. É difícil chegar aqui. Fui abençoado com esta vitória e agradeço a Deus a oportunidade", afirmou o novo tricampeão mundial de surf, após a consagração.

Realizei o meu maior sonho. Sonhei muito com este momento. Parecia impossível, mas agora estou aqui. Estou muito satisfeito.
Gabriel Medina
Tricampeão da Liga Mundial de Surf

Filipe Toledo deu muita luta a Medina e cometeu alguns erros nas primeiras baterias de ondas. Os dois brasileiros tiveram ainda a visita de um tubarão, que obrigou a suspender o duelo,.

Quando a final foi retomada, apesar do derradeiro esforço de Toledo, mas Medina arriscou tudo num "backflip" e correu bem. O mortal à retaguarda decidiu o título em definitivo e o novo campeão foi abraçado ainda no mar pelo finalista vencido.

Notícias relacionadas