Portugal é líder absoluto em população vacinada

Gouveia e Melo na sede da 'task-force'
Gouveia e Melo na sede da 'task-force' Direitos de autor TIAGO PETINGA/ 2021 LUSA - Agência de Notícias de Portugal, S.A.
De  Ricardo Figueira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Sucesso português está a fazer do coordenador da 'task-force', o vice-almirante Gouveia e Melo, um herói nacional.

PUBLICIDADE

Portugal é o país número um mundial em termos de percentagem da população completamente vacinada contra a Covid-19, segundo os dados do site Our World in Data, da Universidade de Oxford. Apenas Malta se aproxima dos 81,10% da população com todas as doses da vacina que Portugal ostenta.

Euronews
A situação em Portugal comparada com a dos outros países europeusEuronews

Este sucesso tem um rosto: o do Vice-Almirante Henrique Gouveia e Melo, coordenador da task-force, num dos muito poucos países em que a tarefa está nas mãos dos militares. Em algumas semanas, tornou-se uma das figuras mais populares de Portugal. Há quem anteveja uma carreira política, quem sabe como candidato a presidente nas eleições de 2026. Algo que ele, para já, recusa terminantemente.

Numa entrevista recente (2-06) à RTP, Gouveia e Melo disse: "Eu sou um militar e seria um péssimo político, certamente. A política não faz parte dos meus interesses e não tenho qualidades políticas. As qualidades que tenho e o treino que tenho são militares - reagir rapidamente em stress, conseguir focar e organizar um processo. As qualidades políticas são muito diferentes destas".

Portugal conseguiu outra vitória com a vacinação de 100% da população acima dos 65 anos, a mais vulnerável à doença. Quanto à vacinação dos jovens, metade da população dos 12 aos 17 anos tem todas as doses da vacina.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Orçamento do Estado 2022 ameaça antecipar eleições

Falta de vacina anticovid suspende três mil profissionais de saúde

Portugal prepara nova lei anti-tabaco