Cinco mortos em raides aéreos israelitas na Cisjordânia

Cinco mortos em raides aéreos israelitas na Cisjordânia
Direitos de autor JAAFAR ASHTIYEH/AFP
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Cinco pessoas morreram, entre as quais um membro da Jihad Islâmica e outro das Brigadas Al Aqsa, durante raides aéreos israelitas, na Cisjordânia

PUBLICIDADE

Na Palestina, realizou-se o funeral de Osama Soboh, de 22 anos, uma das cinco vítimas mortais do raide aéreo israelita, esta madrugada, na Cisjordânia.

Segundo o Ministério da Saúde da Palestina, os raides ocorreram nas povoações de Burquin, Jenin e Biddu, próximo de Ramallah.

O exército israelita confirma que, com os serviços secretos e a polícia, levou a cabo uma operação que tinha como alvo uma célula terrorista do Hamas, que operava na Cisjordânia. A operação decorreu simultaneamente em cinco locais.

Para além de Osama Soboh, membro da Jihad Islâmica, terá sido morto um elemento das Brigadas Al Aqsa, o braço armado do Fatah, que governa na Cisjordânia. A identidade das restantes vítimas é desconhecida.

Em comunicado, o Hamas acusou a Autoridade Palestiniana de ser responsável por estas mortes, afirmando que "são o resultado da cooperação com Israel em matéria de segurança e das reuniões do presidente Mahmud Abas, com responsáveis israelitas".

As cinco mortes de hoje somam-se a outra morte de um palestiniano, no sábado, durante uma manifestação contra a construção de mais um colonato israelita, no norte da Cisjordânia.

No mês passado, as forças israelitas tinham levado a cabo outro raide semelhante, em Jenin, onde foram mortos mais quatro palestinianos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Membro da Força Aérea dos EUA morre depois de se imolar junto à embaixada israelita em Washington

Israel pretende controlo completo de Gaza, segundo plano para o pós-guerra

Benjamin Netanyahu apresenta plano de gestão de Gaza para um pós-guerra