Berlim volta a ter uma mulher na presidência

Berlim volta a ter uma mulher na presidência
Direitos de autor أ ب
Direitos de autor أ ب
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Os sociais-democratas ganharam as eleições regionais para o governo estadual, em Berlim. A capital deve voltar a ser liderada por uma mulher, Franziska Giffey,

PUBLICIDADE

Os sociais-democratas ganharam as eleições regionais para o governo estadual, em Berlim, segundo os resultados preliminares divulgados esta segunda-feira. A capital alemã deve voltar a ser liderada por uma mulher, Franziska Giffey, depois de ter tido uma presidente interina em 1947 e 1948.

"É uma das cidades mais atrativas e grandiosas do mundo. E temos todo o potencial da década de 2020, que fará com que Berlim se torne um dos locais mais importantes para negócios, tecnologia, cultura e criatividade na Europa e queremos fazer isso de uma forma totalmente social e democrática", afirma Franziska Giffey, candidata do SPD.

A candidata dos Verdes, Bettina Jarasch, ficou em segundo lugar com 18,9%, contra os 21,4% do SPD de Franziska Giffey. A vencedora, de 43 anos, foi ministra da Família no Governo de Angela Merkel. Deixou o cargo em maio passado, após denúncias de plágio na sua tese de doutoramento.

O partido de extrema-esquerda Die Linke obteve 14% dos votos face a 15,5% nas últimas eleições.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Turquia: partido do presidente Erdogan derrotado nas eleições autárquicas

Governo romeno decide juntar eleições autárquicas e europeias no mesmo dia, oposição está contra

Polícia sérvia dispersa com gás lacrimogéneo manifestação da oposição em Belgrado