Última hora
This content is not available in your region

França acusa britânicos de tomarem pescadores como reféns

Access to the comments Comentários
De  Francisco Marques
euronews_icons_loading
França acusa britânicos de tomarem pescadores como reféns
Direitos de autor  AFP
Tamanho do texto Aa Aa

França e Reino Unido agravam o braço de ferro devido aos direitos de pesca pós-Brexit nas águas territoriais britânicas .

A ilha de Jersey, território britânico, rejeitou licenças de pesca para as suas águas a 75 barcos franceses por alegadamente não respeitarem o acordo de transição estabelecido após a concretização do Brexit a 1 de janeiro deste ano.

O governo da ilha britânica apenas aprovou 64 licenças definitivas e 31 provisórias, dos 170 requerimentos recebidos por parte de barcos franceses.

"A esses 75 barcos [ao quais foram rejeitadas as licenças] foi dado um aviso de 30 dias sobre o fim do acordo de transição, findo os quais eles não poderão aceder às águas de Jersey", lê-se num comunicado do governo local da ilha.

Isto acontece depois do Reino Unido ter anunciado na terça-feira o aval a apenas 12 novas licenças das 47 solicitadas por barcos franceses para pescar numa zona delimitada ao largo da costa britânica entre as seis e as 12 milhas.

França acusa o governo de Boris Johnson de estar a tomar como reféns políticos os pescadores franceses.

"Esta é uma nova recusa dos britânicos em cumprir as condições do acordo do Brexit apesar de todo o trabalho realizado em conjunto. Tenho apenas uma palavra de ordem: para obter licenças definitivas para os nossos pescadores, como prevê o acordo, a pesca francesa não pode ser tomada como refém dos britânicos para fins políticos", afirmou Annick Girardin, a ministra francesa do Mar.