Última hora
This content is not available in your region

Homenagear finalmente as mulheres da Bauhaus

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Bauhaus
Bauhaus   -   Direitos de autor  Euronews
Tamanho do texto Aa Aa

Dörte Helm foi uma das muitas mulheres de talento que passaram pela Bauhaus, a revolucionária escola alemã de arquitetura. E, no entanto, os seus nomes são hoje amplamente... desconhecidos. Há agora uma exposição na cidade de Weimar para tentar repor a verdade histórica.

Elas não tiveram a oportunidade de se expressar plenamente, para que fossem reconhecidas como artistas nos dias de hoje. E queremos tentar compensar esse facto.
Patrick Rössler
Co-curador

"Muitas delas tiveram destinos trágicos, no início do século 20. Estamos a tentar reparar o esquecimento a que foram votadas", explica a co-curadora Anke Blümm.

Nenhuma das alunas da Bauhaus viu o fim da Segunda Guerra Mundial. Algumas foram perseguidas pelo regime nazi por serem judias ou comunistas, outras apanhadas na purga estalinista. Os colegas masculinos foram ocupando todas as páginas dos livros escolares.

"Quando olhamos para as obras, é notável o incrível talento que distinguiu estas mulheres. Elas não tiveram a oportunidade de se expressar plenamente, para que fossem reconhecidas como artistas nos dias de hoje. E queremos tentar compensar um pouco esse facto, olhando para a sua existência", afirma Patrick Rössler, co-curador.

Foram cerca de 460 mulheres a frequentar a Bauhaus. Só foi possível, até agora, reconstituir os dados biográficos de apenas dois terços dessas estudantes.