Última hora
This content is not available in your region

"Um compromisso com a democracia"

Access to the comments Comentários
De  Euronews com Lusa
euronews_icons_loading
"Um compromisso com a democracia"
Direitos de autor  Hendrik Schmidt/(c) dpa-Zentralbild POOL
Tamanho do texto Aa Aa

No feriado do “Dia da Unidade”, Angela Merkel pediu à Alemanha um "compromisso com a democracia". Na cerimónia que contou com a presença do presidente Frank-Walter Steinmeier e de várias figuras importantes do governo alemão, no estado de Saxónia-Anhalt, a ainda chanceler lançou também um apelo implícito aos partidos políticos alemães. Para Merkel, é preciso ultrapassar as divisões, quando estão em curso negociações, que podem ser difíceis, para formar governo.

"Devemos continuar a construir o nosso país. Podemos discutir a forma como fazer isso no futuro, mas sabemos que temos a solução e que é preciso ouvirmos a opinião uns dos outros e dialogar", disse Merkel, no discurso para assinalar a reunificação alemã em 1990.

"Temos as nossas diferenças, mas também temos coisas em comum. Devemos estar prontos a conhecer os outros (...) e a ter a capacidade de lidar com as diferenças", afirmou a ainda chanceler, acrescentando que "essa é a lição de 31 anos de unidade alemã".

Estas são as primeiras declarações de Merkel em relação ao resultado das eleições de domingo passado e à situação política atual.