EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Agência Europeia de Medicamentos abre a porta a terceira dose

Agência Europeia de Medicamentos abre a porta a terceira dose
Direitos de autor FRANCOIS WALSCHAERTS/AFP or licensors
Direitos de autor FRANCOIS WALSCHAERTS/AFP or licensors
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A Agência Europeia de Medicamentos (EMA) diz que doses de reforço da vacina anticovid-19 da BioNTech/Pfizer “podem ser consideradas” para pessoas com mais de 18 anos, após seis meses da segunda dose, mas remete a decisão de administrar o reforço para as autoridades de cada país.

PUBLICIDADE

A Agência Europeia de Medicamentos (EMA) diz que doses de reforço da vacina anticovid-19 da BioNTech/Pfizer “podem ser consideradas” para pessoas com mais de 18 anos, após seis meses da segunda dose, mas remete a decisão de administrar o reforço para as autoridades de cada país.

A agência disse apoiar a administração de uma terceira dose das vacinas da Pfizer-BioNtech ou da Moderna a pessoas com o sistema imunitário muito enfraquecido, 28 dias após a segunda dose.

Há quase um mês, a Organização Mundial de Saúde (OMS) apelou aos países com taxas elevadas de vacinação contra a Covid-19 para não avançarem com uma dose até ao final do ano, de forma a reduzir a desigualdade mundial na distribuição de vacinas. O objetivo global da OMS é que cada país vacine pelo menos 40% da sua população até ao final do ano.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Bruxelas quer corrigir assimetria no acesso a medicamentos

Berlusconi e a Europa: um ano após o desaparecimento de um líder que mudou a UE

PPE não pretende acordo formal com CRE, mas poderá haver cooperação