Última hora
This content is not available in your region

Facebook "lamenta o incómodo" após horas com redes sociais em baixo

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Facebook "lamenta o incómodo" após horas com redes sociais em baixo
Direitos de autor  Richard Drew/Associated Press
Tamanho do texto Aa Aa

Ainda agora começou e está já a ser uma semana difícil para o grupo Facebook. Depois de uma ex-funcionária ter vindo a público, este domingo, para dar a cara por denúncias de má conduta da empresa, horas depois, todas as aplicações da companhia norte-americana deixaram de funcionar.

Ao longo de aproximadamente seis horas Facebook, Messenger, Instagram e Whatsapp registaram falhas, impedindo os utilizadores de aceder às redes sociais, ou receber novas mensagens.

Em comunicado, a empresa justificou o sucedido com problemas após uma "configuração nos routers nucleares que coordenam o tráfego de rede entre os centros de dados", afetando a forma como comunicam e levando a uma interrupção dos serviços em vários pontos do globo.

Vários responsáveis da empresa vieram já a público lamentar as falhas no funcionamento das plataformas.

“Para a enorme comunidade de pessoas e empresas em todo o mundo que depende de nós: sentimos muito. Temos trabalhado muito para restabelecer o acesso às nossas aplicações e serviços e estamos felizes por informar que estão online novamente agora", informava a empresa, através da conta oficial no Twitter, já durante a noite.

No entanto, os mercados não perdoam e, com as redes sociais em baixo e denúncias contra a companhia a circular, o Facebook fechou a bolsa, esta segunda-feira, a registar uma queda superior a 5%.