Última hora
This content is not available in your region

UE "chocada" com violência contra migrantes

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
UE "chocada" com violência contra migrantes
Direitos de autor  AFP
Tamanho do texto Aa Aa

A Comissão Europeia pediu uma investigação sobre as denúncias de violência policial e reenvios ilegais de migrantes para a Bósnia-Herzegovina na Croácia.

As denúncias surgiram, na quarta-feira, em reportagens de vários meios de comunicação social europeus.

A comissária europeia para os Assuntos Internos, Ylva Johansson, afirmou que "algumas dessas reportagens são chocantes e estou extremamente preocupada. É claro que isto tem de ser investigado, mas parece haver indícios de algum tipo de orquestração de violência nas nossas fronteiras externas, e parece haver provas convincentes de utilização indevida de fundos da União Europeia. E claro, isto tem de ser investigado minuciosamente".

O Governo da Croácia anunciou a criação de uma comissão para investigar as denúncias, mas para o primeiro-ministro croata, Andrej Plenković, os principais culpados são os contrabandistas.

"Evidentemente, a nossa tarefa é, como todos os outros países, proteger a nossa fronteira e prevenir a migração ilegal. Infelizmente, muitas vezes essa migração ilegal é orquestrada, liderada e organizada por contrabandistas que praticamente beneficiam da desgraça de pessoas que deixaram as suas casas por várias razões."

Os anúncios surgem após a divulgação de um vídeo onde se vêm homens fardados, alegadamente polícias, a espancar migrantes.

As imagens foram divulgadas pela organização não-governamental Lighthouse Reports, dedicada ao jornalismo, e foram recolhidas durante uma investigação colaborativa de jornalistas que durou oito meses.

Há anos que as organizações de direitos humanos acusam a polícia croata de brutalidade e de empurrões ilegais de migrantes para a Bósnia, o que a Croácia tem negado constantemente.