Última hora
This content is not available in your region

Dmitry Muratov lembra mártires da liberdade de expressão

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
Dmitry Muratov lembra mártires da liberdade de expressão
Direitos de autor  Alexander Zemlianichenko/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved.
Tamanho do texto Aa Aa

Os esforços na "salvaguarda da liberdade de expressão" valeram o Nobel da Paz a Dmitry Muratov. Na hora da distinção, o russo lembrou que o Prémio não podia ser atribuído a título póstumo, pelo que esta era uma vitória para "Anna Politkovskaya, Yury Schekotchikhine, Igor Domnikov, Nastia Babourova, Stas Markelov e Natacha Estemirova", os companheiros que tinham dado a vida pela profissão.

Apesar de felicitado pelo Kremlin, Muratov sublinhou a importância de fazer face ao regime de Vladimir Putin e destacou o papel do líder da oposição russa. Disse que "se estivesse no Comité Nobel, teria votado na pessoa que era apontada como favorita nas casas de apostas". Acrescentou, no entanto, que "essa pessoa tinha todo o futuro pela frente", esclarecendo que se estava a referir a Alexey Navalny.