Última hora
This content is not available in your region

Londres vai pagar ajuda prometida a Paris para controlo das fronteiras

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Londres vai pagar ajuda prometida a Paris para controlo das fronteiras
Direitos de autor  AFP
Tamanho do texto Aa Aa

O Reino Unido garantiu o pagamento, nas próximas semanas, dos fundos acordados com a França para o combate ao tráfico de migrantes ao longo da costa francesa.

As travessias clandestinas do Canal da Mancha têm-se multiplicado, criando mais tensão entre Londres e Paris, já em desacordo sobre as disputadas licenças de pesca para as águas territoriais britânicas.

"Ontem à noite, a ministra britânica (do Interior - Priti Patel) escreveu-me para me dizer que ia pagar o dinheiro prometido neste acordo, e estou muito feliz com isso, porque é o cumprimento da promessa e não duvidei, por um momento, que os britânicos eram homens e mulheres de honra".

O dinheiro de que fala o ministro francês do Interior, Gérald Darmanin, são 62,7 milhões de euros, com os quais o Reino Unido prometeu contribuir para o esforço de controlo das fronteiras.

Com o aproximar das condições climáticas de inverno, as tentativas desesperadas dos migrantes de chegarem ao Reino Unido têm subido consideravelmente. Só no fim de semana passado mais de 1300 pessoas tentaram atravessar a Mancha. Desde o início do ano foram cerca de 20 mil.

O Reino Unido é há muito tempo um íman para os migrantes, principalmente por causa da língua. No entanto, o governo começou o processo de aprovação de um projeto de lei controverso que reforma o sistema de asilo, incluindo o endurecimento das penas para aqueles que tentam entrar ilegalmente no país.

A questão fronteiriça é de há muito um foco de tensão permanente entre os dois países e ganhou uma nova dimensão com o Brexit. Paris defende um acordo europeu que estabeleça regras para os pedidos de asilo, para as reconduções aos países de origem e para o reagrupamento familiar. Londres promete conversar sobre o assunto.

A Agência Europeia de Vigilância das Fronteiras - Frontex - promete também que até ao final do ano se juntará às autoridades francesas na vigilância, sobretudo com meios aéreos.

A questão das travessias clandestinas do Canal da Mancha voltou a fazer manchetes na sequência de uma reportagem da televisão britânica, Sky News, onde se viam centenas de pessoas a embarcarem em pequenos botes, perante a passividade das forças de segurança francesas.