EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Frente Polisário critica António Guterres

Frente Polisário critica António Guterres
Direitos de autor AP Photo
Direitos de autor AP Photo
De  Ricardo Figueira
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Organização que luta pela independência do Sara Ocidental pede mais ação por parte das Nações Unidas.

PUBLICIDADE

O líder da Frente Polisário, organização que luta pela independência do Sara Ocidental, mostrou-se desiludido com António Guterres. Numa conferência de imprensa na Argélia, Brahim Ghali disse que "esperava melhor de um português". Prometeu ainda continuar a guerra civil contra o exército de Marrocos e que não haverá cessar-fogo sem um referendo sobre a independência.

"O Reino de Marrocos nega que haja uma guerra. Não a reconhecem. É lá com eles. Só sei que o exército sarauí está a atacar as bases marroquinas e há uma guerra diária", disse o líder do movimento.

O Reino de Marrocos nega que haja uma guerra.
Brahim Ghali
Líder da Frente Polisário

A guerra entre Marrocos e a Frente Polisário, apoiada pela Argélia, dura há décadas. A ONU nomeou uma estrela da diplomacia mundial, o antigo enviado especial à Síria Staffan de Mistura, como novo enviado ao Sara Ocidental. Toma posse a um de novembro, depois de um vazio de dois anos, mas a Frente Polisário quer mais esclarecimentos. A Organização exige um referendo e critica o Conselho de Segurança da ONU pela alegada falta de ação.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

O Supremo Tribunal mantém o mandado de captura de Puigdemont após a publicação da lei da amnistia

Autoridades tentam recuperar o controlo da autoestrada de acesso ao aeroporto da Nova Caledónia

Sérvia passa a permitir entrada de carros com matrícula do Kosovo