This content is not available in your region

China quer manter mesma relação com a Alemanha pós-Merkel

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
China quer manter mesma relação com a Alemanha pós-Merkel
Direitos de autor  Andrea Verdelli/2019 Getty Images

A China espera que a relação com a Alemanha seja a mesma depois de Angela Merkel deixar de ser chanceler. A preocupação foi manifestada pelo Primeiro-ministro chinês esta segunda-feira durante uma reunião por vídeo-conferência com a líder alemã.

Li Keqiang deixou vários elogios aquela que diz ser "uma contribuição de Merkel para a uma relação apaziguadora" entre Pequim e o ocidente. Li Keqiang disse esperar que o novo governo alemão continue a política do passado, a qual se baseia num "diálogo bilateral".

Merkel já visitou a china 12 vezes durante os 16 anos como chanceler. A Alemanha representa para a China um papel de influência na União Europeia.

Numa altura em que a china está preocupada com a política de contenção da AUKUS - a aliança militar tripartida entre a Austrália, Reino unido e EUA - a China acredita que a Europa possa fazer a diferença e a Alemanha é o caminho para tal.