This content is not available in your region

Austin avisa para a "desestabilização" russa no Mar Negro

Access to the comments Comentários
De  Euronews  com Agências
euronews_icons_loading
Austin avisa para a "desestabilização" russa no Mar Negro
Direitos de autor  Andreea Alexandru/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved.

Uma visita à Europa cheia de recados para Moscovo. Em Bucareste, o Secretário da Defesa dos Estados Unidos acusou a Rússia de desestabilizar a região do Mar Negro.

Horas antes, dois bombardeiros norte-americanos foram "escoltados" por dois cargueiros russos quando atravessavam, precisamente o Mar Negro.

Para os Estados Unidos é mais um sinal de que a Rússia quer recuperar o o domínio da região.

"As actividades desestabilizadoras da Rússia na região do Mar Negro refletem as ambições de recuperar uma posição dominante na região e de impedir a realização de uma Europa inteira, livre e em paz," afirma Lloyd J. Austin.

Para além da Roménia, o Mar Negro banha diretamente a Ucrânia, a Bulgária, a Geórgia e a Turquia. É lá que está a península da Crimeia. Austin dá como provas da fragilidade "à agressão russa" as "acções em curso na Ucrânia oriental e a ocupação de partes da Geórgia ".

Os comentários antecederam uma reunião da NATO, em Bruxelas, e acompanham a espira de tensão entre a Rússia e a Aliança Atlântica.