EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Covid-19: Russos vão parar uma semana para travar contágios

Covid-19: Russos vão parar uma semana para travar contágios
Direitos de autor Alexei Nikolsky/Sputnik
Direitos de autor Alexei Nikolsky/Sputnik
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Com mais de mil mortes diárias por Covid-19, a Rússia decretou uma semana de pausa remunerada aos trabalhadores, na tentativa de travar as infeções

PUBLICIDADE

Na tentativa de baixar os números galopantes de infeções e mortes por Covid-19, Vladimir Putin declara uma semana de pausa remunerada a todos os trabalhadores e incentiva os russos a vacinarem-se.

Durante uma reunião com os peritos, transmitida na televisão, o presidente russo afirmou: "A situação relacionada com a infeção pelo coronavírus é difícil no país. O ritmo da propagação da epidemia em muitas regiões tem aumentado significativamente nos últimos tempos. Vós, caros colegas, acabais de dizer os números estatísticos. Entretanto, a taxa de vacinação dos cidadãos continua a ser baixa, infelizmente."

A taxa de vacinação está abaixo dos 40%.

O período de pausa laboral vai de 30 de outubro a 7 de novembro; contempla um fim de semana, um feriado e quatro dias de trabalho pagos pelo governo.

A Rússia voltou a bater recordes de mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas, com 1026 vítimas mortais.

O total de mortos no país desde o início da pandemia é de cerca de 227 mil, a taxa de mortalidade mais alta da Europa.

Os hospitais estão a rebentar pelas costuras e os médicos lamentam o sofrimento e a perda de vidas, referindo que a maioria dos casos graves da doença e das mortes são pessoas não vacinadas.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Moscovo decide fechar economia para travar a Covid-19

Suécia diz que avião de guerra russo violou o seu espaço aéreo

Análise: navios russos enviados para Cuba são uma "demonstração de força" de Putin