This content is not available in your region

"Declaração de Glasgow" por um turismo mais ecológico

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
"Declaração de Glasgow" por um turismo mais ecológico
Direitos de autor  Scott Heppell/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved

Uma indústria turística mais verde é o que pretende a Organização Mundial do Turismo (OMT) que lançou esta quinta-feira a "Declaração de Glasgow". O objetivo é reduzir para metade as emissões de gases com efeito de estufa até 2030 e alcançar zero emissões antes de 2050. Um grande desafio para o setor.

O secretário-geral da OMT, Zurab Pololikashvili, explica a ideia: "Digamos que a grande campanha que estamos a lançar hoje e o que queremos é que todas as pessoas que viajam, estejam envolvidas e sejam mais responsáveis quando falamos de plásticos, quando falamos de redução de carbono".

A "Declaração" visa pressionar a indústria turística a acelerar a sua transição no combate às alterações climáticas. Está em causa o emprego de quase 300 milhões de pessoas.

Darrell Wade, cofundador e presidente do grupo Intrepid entende a necessidade de avançar com as transformações no setor. "A indústria das viagens depende dos destinos para onde as pessoas querem ir e, no caso de alterações climáticas a 3 graus, haverá destinos para os quais não valerá a pena viajar. Isto significa que milhões de pessoas perderão os seus empregos e o sustento económico desses países cairá", afirma

Esta transição deve também servir as comunidades que vivem mais perto dos destinos turísticos, cujo papel é essencial no esforço de preservação dos ecossistemas.

O ministro do Turismo do Panamá lembra os efeitos das mudanças climáticas para as populações indígenas: "5% da população mundial, de acordo com a National Gographique, é indígena e preserva 80% da biodiversidade do mundo; penso que é uma chave importante que nós também cuidemos do desejo dos ancestrais, dos indígenas de encontrar a resposta para os desafios que enfrentamos hoje como as mudanças climáticas

Os anciãos indígenas do grupo Minga organizaram uma marcha em Glasgow na quarta-feira, marcando o terceiro dia da conferência sobre o clima - COP26 - que continua até ao dia 12 de novembro, na Escócia.