EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Nova Zelândia abre porta da morte aos pacientes terminais

Pacientes terminais já podem antecipar a morte na Nova Zelândia
Pacientes terminais já podem antecipar a morte na Nova Zelândia Direitos de autor AP Photo/Associazione Luca Coscioni/ Arquivo
Direitos de autor AP Photo/Associazione Luca Coscioni/ Arquivo
De  Francisco Marques
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Nova legislação aprovada em referendo há cerca de um ano entra agora em vigor e quem tem uma esperança de vida de seis meses pode candiddatar-se

PUBLICIDADE

A Nova Zelândia começou este domingo a aplicar a nova legislação para a morte medicamente assistida.

Depois de duas tentativas falhadas, um novo projeto-lei iniciado em 2017 e intitulado "Lei de Escolha do Fim da Vida" foi aprovado em outubro do ano passado, num referendo histórico validado por dois terços dos eleitores.

A partir de agora, na Nova Zelândia, os doentes terminais com uma esperança de vida estimada de seis meses podem solicitar apoio médico para pôr fim à vida.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Chris Hipkins toma posse como primeiro-ministro da Nova Zelândia

Primeira-ministra da Nova Zelândia Jacinda Ardern anuncia a demissão

Líder do Malawi pede investigação independente à morte do vice-presidente em acidente de aviação