This content is not available in your region

Concerto com 12 mil músicos na Venezuela

Access to the comments Comentários
De  Euronews  com Lusa
euronews_icons_loading
Concerto com 12 mil músicos na Venezuela
Direitos de autor  Ariana Cubillos/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved

Vieram de todo o país e reuniram-se na academia militar da Venezuela para bater o recorde mundial da “maior orquestra do mundo”. Neste sábado, 12 mil músicos tocaram ao ar livre, durante doze minutos, a Marcha Eslava de Tchaikovsky.

A megaorquestra prestou homenagem ao maestro José Antonio Abreu, que fundou o "Sistema" em 1975, um programa público para tornar a educação musical acessível a milhares de crianças das classes populares, por onde passou Gustavo Dudamel, diretor musical da Ópera de Paris e da Orquestra Filarmónica de Los Angeles.

O projeto musical da Venezuela já tinha reunido mais de 10 mil músicos para prestar homenagem ao maestro Abreu, depois da sua morte, em março de 2018, mas não conseguiu nessa altura homologar o recorde, por causa das dificuldades para organizar a certificação e documentação exigidas pelo Guinness World Records, num curto espaço de tempo.

O concerto que poderá garantir o novo recorde, conduzido pelo maestro Andrés David Ascanio, teve lugar no pátio da Academia Militar do Forte Tiuna, em Caracas, com jovens músicos, incluindo o filho do Presidente venezuelano.

O recorde atual, com 8097 músicos, foi alcançado em 2019 em São Petersburgo, na Rússia.

O resultado vai ser anunciado nos próximos dias.