This content is not available in your region

Portugal deixou de usar carvão na produção de eletricidade

Access to the comments Comentários
De  Nara Madeira
euronews_icons_loading
Central do Pego, Portugal
Central do Pego, Portugal   -   Direitos de autor  Euronews/RTP

Portugal tinha-se comprometido a pôr fim à utilização de carvão para produzir eletricidade até 30 de novembro e atingiu esse objetivo antes do final do prazo. A Central Termoelétrica do Pego esgotou o stock que tinha e, por isso, a produção terminou. Inicialmente, o país previa deixar de utilizar carvão com o referido fim apenas em 2030.

Uma boa nova em termos de combate às alterações climáticas sobretudo quando alguns países se recusam ainda a deixar de usar deste combustível fóssil ou pretende deixar mas não para já, como a Alemanha. Aliás, no ano passado foi inaugurada uma nova central perto de Dortmund, uma demonstração de que o fim é ainda incerto.

A central a carvão do Pego, que era responsável por 4% das emissões do país, era a segunda mais poluente, mas a primeira, a de Sines, foi encerrada em janeiro deste ano.

A solução, por agora, é o recurso a centrais de ciclo combinado que transformam a energia térmica do gás natural em eletricidade.

Editor de vídeo • Nara Madeira

Outras fontes • RTP