This content is not available in your region

Talibãs vão proibir casamentos forçados

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Talibãs vão proibir casamentos forçados
Direitos de autor  Petros Giannakouris/AP

Os Talibãs confirmaram esta sexta-feira que vão proibir o casamento forçado de mulheres no Afeganistão. A medida é uma das condições para que a comunidade internacional reconheça o novo governo e restaure a ajuda ao país devastado pela guerra.

O chefe supremo do grupo pediu em decreto que o executivo "tome medidas sérias para respeitar os direitos das mulheres". No entanto, os críticos do novo governo de Cabul sublinham que o decreto não menciona o direito de trabalhar ou estudar.

Desde o regresso dos talibãs ao poder, Washington congelou os ativos do banco central afegão.Também o Banco Mundial e o Fundo Monetário Internacional suspenderam as ajudas.

O país é cada vez vez mais atingido pela pobreza e por uma uma grave crise humanitária.

As Nações Unidas já deixaram o alerta: mais de metades dos quase 40 milhões de afegãos correm o risco de passar fome já no próximo inverno.