This content is not available in your region

Perfis online suspensos em Itália por venda de certificados COVID falsos

Access to the comments Comentários
De  Fátima Valente
euronews_icons_loading
Perfis online suspensos em Itália por venda de certificados COVID falsos
Direitos de autor  Guardia di Finanza - Roma

As autoridades italianas suspenderam esta segunda-feira 17 canais de uma aplicação de mensagens online, onde eram anunciadas vendas de certificacos COVID-19 falsos. Os agentes que monitorizavam a rede, identificaram nove perfis privados e oito canais públicos a promover os certificados verdes, tanto em papel como em formato digital.

As autoridades revelaram que o preço dos passes verdes variava entre 100 e 500 euros, com descontos para quem comprasse vários certificados, estando até disponível uma opção designada por pacote de família.

Em algumas situações, o passe verde podia ser pago com criptomoeda, de acordo com os investigadores do caso.

Os certificados tinham alegadamente um código QR apto a passar na verificação das autoridades competentes, mas era também oferecida assistencia em caso de problemas, de acordo com imagens dos anúncios captadas online.

As autoridades descobriram pelo menos 140 mil utilizadores dos canais suspeitos, durante a investigação para detectar os certificados falsos.

O número de perfis online para vender passes verdes aumentou recentemente, depois de o Governo italiano ter estendido a obrigatoriedade dos certificados para viagens, serviços e actividades recreativas.

O certificado que atesta que o portador foi vacinado ou testou negativo à COVID-19 só pode ser emitido pelo Ministério da Saúde e não pode ser vendido online, informaram as autoridades, indicando que está em curso uma investigação criminal.