EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Covid domina mensagens de Ano Novo dos líderes políticos mundiais

Covid domina mensagens de Ano Novo dos líderes políticos mundiais
Direitos de autor AP Photo
Direitos de autor AP Photo
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Boris Johnson e Olaf Scholz centraram-se no combate à pandemia. Já Xi Jinping preferiu falar da "reunificação nacional" e dos Jogos Olímpicos de Inverno.

PUBLICIDADE

Com o ano de 2021, tal como o anterior, marcado pela pandemia, embora as vacinas tenham travado a progressão, os líderes mundiais desejam que 2022 seja um ano decisivo para voltar à vida de antes. A Covid dominou as mensagens de ano novo dos líderes políticos mundiais:

Reino Unido

"2022 está a chegar e sejam quais forem os desafios que se nos apresentam e independentemente das ansiedades que podemos vir a ter ao longo das próximas semanas e meses, em particular no que diz respeito à variante Ómicron e aos números crescentes nos hospitais, temos certeza de uma coisa: Neste dia 31 de dezembro, estamos numa posição muito melhor do que estávamos há um ano", disse o primeiro-ministro Boris Johnson.

Alemanha

2021 foi o ano em que Angela Merkel passou o testemunho, ao fim de 16 anos na chefia do governo. O novochanceler, Olaf Scholz, insistiu na necessidade da dose de reforço da vacina:

"Queremos mais 30 milhões de doses administradas até ao fim de janeiro, para que possamos estar prontos para a Ómicron. Temos de estar juntos para podermos derrotar o coronavírus neste ano que agora chega", disse.

China

Já o presidente chinês Xi Jinping realçou a prosperidade e estabilidade nos territórios de Hong Kong e Macau. Falou ainda de uma reunificação completa, num desafio às autoridades de Taiwan, e dos Jogos Olímpicos de Inverno, que serão boicotados por várias potências ocidentais.

"Em pouco mais de um mês, começam os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Inverno em Pequim. Um dos objetivos deste evento é fazer com que mais pessoas participem nos desportos de inverno e é de coração cheio que levamos estes jogos a todo o mundo", disse o chefe de Estado da China.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Comprar peças originais sem ir à falência: bem-vindos à feira de arte acessível de Hong Kong

Putin enaltece comércio bilateral no último dia da sua visita à China

Xi Jinping promete a Putin continuar a consolidar "amizade de boa vizinhança"