Norueguês que matou 77 pessoas em 2011 pede liberdade condicional

Norueguês que matou 77 pessoas em 2011 pede liberdade condicional
Direitos de autor AFP
De  euronews com Lusa
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Anders Breivik fez uma saudação nazi à entrada do tribunal, como já é habitual

PUBLICIDADE

Entrou no tribunal e cumprimentou os presentes com uma saudação nazi. Anders Breivik, o norueguês que matou 77 pessoas em ataques na Noruega em 2011, pediu ao juiz liberdade condicional.

"Como em qualquer outro Estado de direito, um condenado tem o direito de requerer a liberdade condicional e Breivik decidiu fazer uso desse direito", disse o seu advogado, Øystein Storrvik, à France-Presse (AFP), antes da audiência que aconteceu esta terça-feira. 

O fanático de extrema-direita foi condenado a 21 anos por um atentado à bomba em Oslo e um ataque armado na ilha de Utøya.

Durante o julgamento, Breivik entrou diariamente na sala de audiências a fazer uma saudação com o punho fechado e disse perante os pais enlutados que desejava ter matado mais jovens. Na prisão, tentou fundar um partido fascista e contactou por correio extremistas de direita na Europa e nos Estados Unidos. Breivik já cumpriu praticamente metade da pena.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Noruega recorda vítimas do ataque de Kongsberg

Anders Breivik perde processo contra Estado norueguês e continuará em confinamento solitário

Mau tempo causa perturbações em vários pontos da Europa