This content is not available in your region

Noruega recorda vítimas do ataque de Kongsberg

Access to the comments Comentários
De  Euronews  com AP
euronews_icons_loading
Noruega recorda vítimas do ataque de Kongsberg
Direitos de autor  AFP PHOTO / NORWEGIAN POLICE / PRIVATE

Os príncipes herdeiros da Noruega assistiram à missa deste domingo em memória das vítimas do ataque de Kongsberg. Cinco pessoas morreram e três ficaram feridas na última quarta-feira, depois de um homem disparar flechas num supermercado e nas ruas da cidade. Um cidadão dinamarquês de 37 anos foi detido e o crime foi classificado pela polícia com um “ato terrorista”.

No sábado, a Noruega anunciou que irá realizar uma investigação independente sobre as ações da polícia e das agências de segurança após o ataque. Os meios de comunicação noruegueses questionaram quanto tempo os agentes demoraram a prender o suspeito Espen Andersen Braathen depois de o departamento regional da polícia ter recebido relatos sobre um homem a disparar setas num supermercado.

A Noruega é um dos poucos países do mundo onde os agentes da lei não transportam armas durante o trabalho de rotina. As autoridades, num comunicado, afirmam que a polícia estava desarmada durante o primeiro encontro e armada durante os encontros posteriores com Andersen Braathen.