This content is not available in your region

Cooperativa é "Nova Esperança" para mulheres em Itália

Access to the comments Comentários
De  Luca Palamara, em Caserta, Itália
euronews_icons_loading
Cooperativa é "Nova Esperança" para mulheres em Itália
Direitos de autor  Euronews

New Hope - Nova Esperança - é o nome de um atelier de costura no coração de Caserta, no sul de Itália. Ali trabalham 8 mulheres de origens diferentes e um objetivo comum: garantir a independência e liberdade.

A cooperativa já leva 20 anos. Nasceu com a ambição de ser escape para quem fosse apanhado nas malhas do tráfico de seres humanos, sobretudo mulheres africanas.

Mirela Macovei é a presidente da Cooperativa e lembra que "graças a uma encomenda de mil sacos da administração regional em 2004" foi possível "dar às jovens a possibilidade de continuarem a sonhar", investindo o que tinham ganho com "força e coragem".

20 anos depois, o projecto alargou-se e acolhe todas as mulheres que queiram tomar o controlo das próprias vidas.

Felicidade Ojo, uma das cooperantes explica que cada peça produzida no atelier "é como uma mensagem enviada a outras pessoas" manifestando não só esperança, mas também experiência. 

Transição de um passado escuro para um presente colorido

Para as mulheres que trabalham na cooperativa, o tecido não é apenas a base do sustento e representa também um sinal tangível da libertação de condições difíceis.

Mirela Macovei não esconde que querem ser "um exemplo" para a sociedade. Querem mostrar que as mullheres podem ser protagonistas, não só como mães e esposas, mas também como mulheres independentes, com o seu próprio trabalho".

Cada produto desta loja conta a história de uma mulher que acredita na oportunidade de começar uma nova vida, sejam elas migrantes ou italianas.

Daniela Altruda, responsável pelo Marketing da Cooperativa New Hope, trabalhava numa agência tradicional. Escolheu a cooperativa "com o coração" para - diz - ver os sorrisos no rosto destas mulheres, quando retomam as suas vidas através do trabalho".