Biden anuncia envio de tropas para a Europa de Leste

Joe Biden
Joe Biden Direitos de autor SAUL LOEB/AFP or licensors
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

EUA mantêm pressão sobre a Rússia, mas insistem que a via diplomática continua aberta para resolver situação ucraniana

PUBLICIDADE

Joe Biden mantém a pressão sobre a Rússia, ao anunciar o envio para breve de um contingente de soldados para a Europa de Leste, apesar dos Estados Unidos insistirem que a via diplomática continua aberta.

Joe Biden, presidente dos Estados Unidos:"Vou enviar tropas norte-americanas para a Europa de Leste e para países da NATO num futuro próximo, embora não sejam muitas."

Os Estados Unidos colocaram 8500 militares em alerta, prontos para serem movidos. Mas Washington insiste em que ainda há espaço para aliviar as tensões acerca da Ucrânia.

Lloyd Austin, secretário da Defesa dos Estados Unidos:"Putin também pode fazer a coisa certa. Não há razão para que a situação evolua para um conflito. Ele pode escolher a desescalada e pode afastar as suas tropas. Pode escolher o diálogo e a diplomacia. Seja o que for que decida, os Estados Unidos manter-se-ão do lado dos aliados e parceiros."

O presidente francês também está empenhado em fazer funcionar o diálogo e falou ao telefone com o homólogo russo.

O presidente francês também está empenhado em fazer funcionar o diálogo e falou ao telefone com o homólogo russo. Apesar da Rússia manter os 100.000 soldados estacionados junto à fronteira com a Ucrânia, Vladimir Putin assegurou a Emmanuel Macron que não pretende seguir a via da confrontação.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

EUA e Alemanha ameaçam Rússia e admitem encerrar gasoduto Nord Stream 2

Funeral de Alexei Navalny acontece esta sexta-feira

Rússia tenta consolidar posições em torno de Avdiivka