This content is not available in your region

Corrida contra o tempo em São Paulo

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
Dezenas de pessoas ficaram soterradas
Dezenas de pessoas ficaram soterradas   -   Direitos de autor  Orlando Junior/AP

Subiu para 24 o número de mortos nas inundações e deslizamentos de terra provocados por fortes chuvas, no estado de São Paulo no Brasil. Oito são crianças.

Segundo o último balanço feito pela Defesa Civil paulista há, ainda, sete feridos e oito pessoas estão desaparecidas.

São 27 os municípios afetados, no Estado.

Em Franco da Rocha, a cidade mais atingida, as equipas de socorro e resgate continuam as operações de salvamento.

Um morador de uma comunidade, Júlio Bezerra Da Silva, conta que na casa do vizinho, "se se abrir a porta, na lateral da parede, há um barranco com três vítimas. O pai e o filho estão abraçados. Têm que quebrar essa parede para tirar o pessoal dali. Eles estão desconfiados que tem gente ali... Deus ajude que estejam vivos. Ontem alguém estava pedindo socorro, hoje já não esta mais. Estão tentando tirar o corpo de lá. Com vida ou sem vida."

O sudeste do Brasil tem sido assolado por fortes chuvas desde o início do ano. Em janeiro, a capital paulista registou uma precipitação de 382,2 mm, segundo o Instituto de Meteorologia brasileiro.

Além do excesso das chuvas, a situação tornou-se mais grave, segundo o jornal Folha de São Paulo, porque o Executivo de João Doria gastou apenas 45% do orçamento previsto para obras de infraestruturas antienchentes em todo estado de São Paulo, em 2021.