This content is not available in your region

Autoridades marroquinas confirmam morte do pequeno Rayan

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Operações de resgate
Operações de resgate   -   Direitos de autor  AP Photo/Mosa'ab Elshamy

Rayan, a criança de 5 anos, que desde terça-feira estava presa no fundo de um poço de 32 metros, em Marrocos, foi encontrada sem vida, ao fim de uma longa luta contra o tempo e de uma operação de vários dias. Inicialmente houve informação de que a criança teria sobrevivido. A morte da criança foi depois confirmada numa comunicação do palácio do Rei de Marrocos Mohamed VI.

As equipas de socorro retiraram o corpo da criança e colocaram-no imediatamente numa ambulância, onde já se encontravam os pais.

Rayan encontrava-se a 32 metros de profundidade. Foi preciso escavar um outro túnel para lá chegar. Uma obra de delicada engenharia. Neste sábado, a escavação foi feita manualmente a um ritmo de 20 centímetros por hora. De acordo com as autoridades, foi preciso agir "com grande cuidado para evitar vibrações que pudessem causar deslizamentos de terra".

A criança caiu acidentalmente na terça-feira no poço seco, muito perto da casa onde vivia. A operação mobilizou num primeiro momento toda a aldeia de Ighrane, na província de Chefchaouen, no norte de Marrocos. Rapidamente comoveu o país e o mundo.