This content is not available in your region

Tribunal põe fim a protesto anticovid no Canadá

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Tribunal põe fim a protesto anticovid no Canadá
Direitos de autor  أ ب

O Tribunal Superior de Justiça de Ontário, no Canadá, determinou, esta sexta-feira, o fim dos protestos que há cinco dias bloqueiam a Ponte Ambassador, na fronteira com os Estados Unidos da América. Em causa está a contestação às restrições sanitárias contra a covid-19 no país.

O governo de Justin Trudeau tem sido especialmente criticado pelo setor dos camionistas por ter implementado a vacinação obrigatória, mas o primeiro-ministro canadiano mostrou-se determinado em pôr fim ao bloqueio.

Mas em declaração ao país, Trudeau separou as águas entre opositores. O chefe de governo disse serem muito distintos "os bloqueios ilegais que procuram fazer reféns os nossos bairros e a nossa economia e o cansaço coletivo da Covid que enfrentamos". 

"É tempo de ir para casa, para as vossas comunidades", disse Justin Trudeau dirigindo-se aos manifestantes

O primeiro-ministro canadiano alertou ainda que quem aderir agora aos protestos vai estar a "infringir leis" e que "as estão a tornar-se cada vez mais severas".

A ordem do tribunal entrou em vigor às 19h locais, mas ficou por saber se e quando as forças policiais vão intervir para terminar os protestos.

O bloqueio da Ponte Ambassador paralisou a ligação entre as cidades de Windsor e Detroit, essencial para uma parte significativa da exportação do Canadá, afetando particularmente a indústria automóvel de ambos lados, que já foi forçada a reduzir a produção.