NATO espera ataque maciço da Rússia na Ucrânia

NATO espera ataque maciço da Rússia na Ucrânia
Direitos de autor Screengrab
Direitos de autor Screengrab
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Colunas de camiões e tanques russos vistos no leste da Ucrânia. Em Kiev receia-se a guerra

PUBLICIDADE

Colunas de camiões, tanques e material bélico russos foram vistos a circular nas regiões de Donetsk e Luhansk, no leste da Ucrânia.

Moscovo não confirmou ter já enviado o que chamou de forças de manutenção de paz no entanto, a NATO anunciou estar à espera de um ataque em larga escala da Rússia na Ucrânia.

Em Donetsk, a população enalteceu a intervenção de Vladimir Putin ao reconhecer a independência do território, no entanto, permanecem os receios de uma escalada da violência entre as milícias separatistas e o exército ucraniano.

" Penso que os bombardeamentos vão parar. É claro que a economia não vai recuperar em breve. Temos esperança. Acreditamos nisso. Não saímos em 2014 ou 2015, e não iremos a lado nenhum agora", afirma uma mulher.

O Governo ucraniano negou as acusações dos separatistas de que estaria a bombardear zonas residenciais e assegurou que o Exército não estava a responder aos ataques das milícias.

Longe da frente de combate, os habitantes de Kiev tentam manter a normalidade, no entanto receiam o início de uma eventual guerra com a Rússia.

Uma ucraniana confirma: "Claro que temos medo, mas tudo bem... Todos têm medo. Decidimos ficar e defender a nossa pátria".

Entretanto, o Ministério dos Negócios Estrangeiros da Rússia anunciou que vai retirar toda na equipa diplomática da embaixada e dos consulados que detém na Ucrânia.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Pentágono promete envio imediato de armas à Ucrânia, se financiamento for aprovado

Ucrânia diz ter abatido bombardeiro russo de longo alcance

Rússia mantém vaga de bombardeamentos sobre leste da Ucrânia