População da Ucrânia procura bens essenciais

Pessoas apanham um comboio com destino a Kiev, em Kostiantynivka, região de Donetsk, no leste da Ucrânia.
Pessoas apanham um comboio com destino a Kiev, em Kostiantynivka, região de Donetsk, no leste da Ucrânia. Direitos de autor Vadim Ghirda/Copyright 2022 The Associated Press. All rights reserved.
Direitos de autor Vadim Ghirda/Copyright 2022 The Associated Press. All rights reserved.
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Pânico e longas filas nas estações de serviço de Mariupol.

PUBLICIDADE

Longas filas nas estações de serviço na cidade de Mariupol, no sudeste da Ucrânia nesta quinta-feira, depois da Rússia ter lançado um ataque ao país durante a noite. Várias cidades foram atingidas assim como bases militares.

Ando a correr desde as 6 da manhã para estações de serviço e caixas multibanco e não consigo levantar dinheiro em lado nenhum, nem comprar nada com cartão, nem abastecer o meu carro com gasolina. Não posso fazer nada. Estou preso aqui.
Maxim
Condutor

O Presidente da Câmara da cidade disse que a situação está sob controlo, mas o medo tomou conta de grande parte da população que está numa correria para conseguir combustível, comida e dinheiro.

Senti mais medo em 2014, não sinto o mesmo pânico agora. Estou preocupada com minha mãe que está em Urzuf (cidade fora de Mariupol), ela disse que está a abastecer a cave e não vai a lado nenhum. Não há pânico. Não há para onde fugir, para onde podemos fugir?
Anna Efimova
Reformada

Em Kiev é o caos nas ruas. As pessoas tentam sair da cidade por todos os meios. O cenário é de automóveis presos no trân sito, pessoas com malas e auto-carros repletos de passageiros. Os testemunhos das pessoas repetem-se também na capital ucraniana: não conseguem levantar dinheiro nem abastecer os carros.

É assustador - para os nossos filhos, não para nós. É muito mau que as pessoas entrem em pânico desta forma.
Natalya Kovalenko
Enfermeira

A maioria dos ucranianos que tentam sair de Kiev levantam questões sobre os desenvolvimentos diplomáticos e sobre o apoio da comunidade internacional.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Pelo menos cinco mortos e oito feridos após ataque com míssil em Kharkiv

Soldados russos continuam a campanha de coação de votos em Mariupol

Militares ucranianas também lutam contra a desigualdade de género na linha da frente