This content is not available in your region

Carnaval privado no Rio de Janeiro

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
Minidesfile das 12 escolas do Grupo Especial na Cidade do Samba
Minidesfile das 12 escolas do Grupo Especial na Cidade do Samba   -   Direitos de autor  Bruna Prado/Copyright 2022 The Associated Press. All rights reserved.

Dois anos depois, os foliões voltam à Cidade do Samba, no Rio de Janeiro, para a abertura do "Rio Carnaval 2022".

Durante este fim de semana, as 12 escolas do Grupo Especial reúnem-se para um minidesfile que serve como antevisão para o que vai acontecer na Marquês de Sapucaí, em abril.

Apesar do Carnaval de rua ter sido cancelado pela prefeitura, devido ao aumento dos casos da Covid-19 na Cidade Maravilhosa, as festas privadas que cobram bilhetes podem ocorrer, desde que tenham a autorização do município.

"A gente está aqui, hoje, no carnaval aqui na cidade do samba... Há muita alegria no coração por poder ouvir as baterias, ver o pessoal, mas ao mesmo tempo é uma tristeza porque a gente não está com o povo. Isto aqui é uma coisa para quem tem dinheiro, para quem pode pagar, é uma coisa elitizada. Então, tem uma problemática aqui que é complexa", afirma uma carioca.

No início do ano, a Prefeitura do Rio de Janeiro suspendeu o carnaval de rua na cidade e adiou o desfile das escolas de samba para o dia 21 de abril, o feriado de Tiradentes. Apesar das medidas adotadas pelo município, para deter o avanço da variante Ómicron, da Covid-19, os foliões cariocas podem divertir-se nas várias festas, bailes e espetáculos privados que estão previstos ocorreram até dia um de março.